A Ilha Invisível

The Invisible Island

Documentário, Ficção / DCP / 44’ / PT / 2018 



À chegada à Ilha Invisível (pequeno lugar que flutua em terra firme, tentando esconder-se daqueles que o cercam) encontramos Dádá, o músico. Dádá tenta criar a melodia Lunar. Só ela poderá atrair os corpos celestes, movendo-os das suas posições imperturbáveis, e desencadear o avesso do eclipse, de forma a convocar o amor eterno.




BIOGRAFIA DO REALIZADOR

Rui Almeida Paiva


Enquanto escritor, Rui Almeida Paiva tem trabalhado para projectos de teatro, dança e cinema.

Alguns dos seus livros publicados são: Ministério da Educação, Douda Correria, 2015. Quem viaja encontra os segredos antigos, mas perde os sapatos novos, Dois Dias Edições, 2014. Em co-autoria com Bruno Humberto, escreveu e encenou as peças de teatro “O Ploc do Pollock” e "O Sequestro". Fundou em 2011, com Sofia Gonçalves, a editora Dois Dias.
Mestrado em Edição de Texto, na FCSH-UNL. 2013. Tese com o título Jean Rouch: o cineasta da máquina de escrever ou o escritor da câmara de filmar.




FICHA TÉCNICA

Realizador: Rui Almeida Paiva
Imagem: Diogo Allen e Bernardo Caldeira
Montagem: Bernardo Caldeira e Francisco Costa
Som: Quintino Bastos
Correcção de cor: Francisco Costa
Produção: Rui Paiva e Cedro Plátano
Co-produção: Rui Almeida Paiva e Cedro Plátano
Distribuição: Cedro Plátano

ELENCO

Dádá Dnos - Adilson Afonso
Guilherme Brito
Capitão Realidade - Henrique M'Bemba
Hugo Carvalho
Mãe do Dádá e Nito - Idalina Afonso
Nito Boss - Anilton Afonso
Vitória Veiga


©2018 Rui Paiva | Cedro Plátano


Cartaz: Bernardo Caldeira
Fundo de Apoio ao Cinema 2018 - Digital Mix Música e Imagem
 



    NOTA DE INTENÇÕES

FESTIVAIS

IMPRENSA




O livro Canções de embalar belos planetas cansados de Rui Almeida Paiva foi lançado no dia da estreia de A Ilha Invisível.

A faixa 0 do livro é um poema retirado do guião do filme, com o intuito de estender/expandir o último plano do filme, e, simultaneamente, para embalar os poemas das páginas seguintes. Os dois objectos, livro e filme, tocam-se, essencialmente, por linhas imaginárias em permanente construção.

MAIS INFORMAÇÕES




Participação no laboratório Arché, no contexto do Doclisboa’17

Apoio à Escrita e Desenvolvimento do ICA - Plano de Cinema Cedro Plátano 2016

Mark